LOOP DO AÇÚCAR!!!

Isso é o que acontece quando ingerimos alimentos ricos em açúcar e carboidratos de alta carga glicêmica.
Por isso devemos diminuir a ingestão desses alimentos, além disso, eles aumentam o risco de termos doenças como diabetes, câncer, obesidade, gordura no fígado, aumento do colesterol e de triglicerídeos, depressão, envelhecimento precoce, entre outros. Ler mais

SOPA DETOX!!!

Agora com o clima mais fresquinho uma ótima opção é tomar uma sopinha na hora do jantar.

 

 

 

 

Ingredientes:
  • 1 xícara de água
  • 1 xícara de chá de espinafre ou rúcula
  • 1/2 dente de alho amassado
  • 1/2 xícara de chá de tomate cereja
  • 1/2 xícara de chá de pepino picado
  • 1 xícara de chá de brotos
  • 1 colher de chá de gengibre ralado
  • Suco de limão à gosto
  • Pimenta vermelha à gosto

Ler mais

Novo Guia Alimentar lançado por Pesquisadores de Harvard

Um novo guia alimentar lançado por pesquisadores da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard promete ser o substituto da tradicional pirâmide alimentar. O Healthy Eating Plate (HEP, Prato de Alimentação Saudável, em tradução literal) é um modelo visual que indica quais são as melhores opções para tornar a refeição saudável. Assim como o MyPlate, o guia alimentar lançado pelo governo dos Estados Unidos neste ano, o HEP é simples e fácil de entender.

“Isso não é a receita para uma alimentação saudável”, diz Walter Willett, professor de Epidemiologia e Nutrição e chefe do Departamento de Nutrição da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard. “O Healthy Eating Plate é baseado nas melhores evidências científicas disponíveis e fornece aos consumidores as informações que eles precisam para fazer escolhas que podem afetar profundamente sua saúde e bem estar.”

A indicação da quantidade de cada classe de alimentos é sugerida como uma proporção relativa – não há indicação de uma quantia base ou de um total de calorias. De acordo com os pesquisadores, não é a ideia do guia montar um prato fechado, porque as calorias variam de pessoa para pessoa. O objetivo é de apenas ilustrar a forma mais adequada de se fazer uma refeição saudável.

Universidade de Harvard

As indicações incluem:

Legumes: Coma uma variedade abundante, e quanto mais, melhor. No entanto, o consumo limitado de batatas é recomendado, porque ela tem efeito similar aos grãos refinados e aos doces. Ingerir muita batata pode causar picos de açúcar no sangue, o que é fator de risco para o diabetes tipo 2, doenças cardíacas e outras doenças crônicas.

Frutas: Escolha um arco-íris de frutas todos os dias.

Cereais integrais: Opte por cereais integrais, como aveia, pão integral e arroz integral – grãos refinados, como pão branco e arroz branco, têm ação similar ao açúcar no corpo. Comer muitos grãos refinados pode aumentar o risco de doença cardíaca e diabetes tipo 2.

Proteínas saudáveis: Escolha peixes, aves, feijão ou nozes, que contêm nutrientes saudáveis. Limite carnes vermelhas e evite carnes processadas, já que ingerir mesmo pequenas quantidades delas rotineiramente aumenta o risco de doença cardíaca, diabetes tipo 2, câncer de cólon e ganho de peso.

Óleos saudáveis: Opte pelo de oliva, canola e outros óleos vegetais na culinária, em saladas, e na mesa. Essas gorduras saudáveis reduzem o colesterol prejudicial e são boas para o coração. Limite manteiga e evite a gordura trans.

Água: Beba água, chá ou café (com pouco ou sem açúcar). Limite a ingestão de leite e laticínios (1-2 porções por dia) de e suco (1 copo pequeno por dia). Evite bebidas açucaradas.

 

A IMPORTÂNCIA DAS FIBRAS!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As fibras alimentares estão entre os principais fatores da alimentação que contribuem para a prevenção de doenças crônicas.

Conforme sua solubilidade no sistema gastrintestinal, a fibra alimentar pode ser classificada em solúvel e insolúvel.

Embora se tenha facilidade de encontrá-las, e terem um custo relativamente baixo, estudos indicam que a população brasileira não consome as quantidades recomendadas de 20 a 40 g/dia para um adulto saudável.

Uma alimentação rica em fibras ajuda a remover os metais tóxicos do organismo, além de auxiliar na regulação e manutenção do sistema digestivo. A presença da fibra na dieta é muito importante para o bom funcionamento peristáltico do intestino (movimentos involuntários), evitando prisão de ventre.
Consumir fibras é benéfico para prevenção ou tratamento de Diabetes, Obesidade, Câncer de intestino, doenças do coração, redução do colesterol, entre outros.

Especialistas sempre acharam que as fibras poderiam ser utilizadas no controle da obesidade, pois não são digeridas pelo organismo e não fornecem calorias. Desta forma, elas dariam uma sensação de saciedade mesmo se ingeridas poucas calorias.
A fibra age como uma vassourinha, absorvendo excessos (açúcar, gordura) e varrendo para fora do corpo o que ele não necessita. Ler mais