fbpx

Blog

Nutrição no Crossfit

Crossfit é um exercício intervalado de alta intensidade. Esses tipos de exercícios tem sido muito estudado ultimamente.

Alguns Benefícios relacionados a este tipo de exercício:

  • Ganho de massa muscular;
  • Melhora do perfil glicídico, diminui a Insulina;
  • Densidade óssea;
  • Diminuição do TG, do LDL e aumento do HDL;
  • Aumento da Taxa Metabólica Basal;
  • Reduz a gordura corporal;
  • Melhora a capacidade respiratória.

Esses benefícios ocorrem tanto em indivíduos treinados como em não treinados.

Vários fatores metabólicos são induzidos pelo Crossfit ou por qualquer exercício de alta intensidade, podendo levar a desequilíbrios funcionais e limitar a performance física, como:

  • Acidose metabólica;
  • Dano muscular;
  • Fadiga: o objetivo é fazer sempre mais 1 repetição;
  • Maior índice de lesão: pelo treinamento e déficit nutricional;
  • Desequilíbrio gastrointestinal;
  • Sistema imunológico comprometido: infecções e lesões frequentes;
  • Deficiências nutricionais: principalmente de complexo B e vitamina D.

Para você ter bons resultados seu corpo tem que estar em equilíbrio. Precisamos de substratos, e conseguimos estes através de uma alimentação equilibrada e caso necessário com uma suplementação adequada.

Por esse motivo algumas condutas nutricionais são primordiais no plano alimentar de um CrossFiter:

  • O consumo de alimentos alcalinos para contrabalancear a acidose metabólica (aumento de CO2 e ácido lático) induzida pelo treinamento: batata doce, inhame, lentilha, tangerina, amora, brócolis, cebola, semente de abóbora… são alguns dos alimentos alcalinos;
  • Frutas, vegetais e especiarias que são ricos em polifenóis, são antioxidantes e anti-inflamatórios, ajudam a prevenir o dano muscular induzido pelo exercício, por isso devemos prioriza-los no plano alimentar do atleta;
  • Deve-se garantir o status de vitamina D, que dá suporte ao sistema imunológico e também modula o dano muscular induzido pelo exercício;
  • É importante a adequação do status das vitaminas do complexo B e Coenzima Q10 que são altamente utilizadas durante os processos de produção de energia;
  • Prebióticos e Probióticos corrigem o dano intestinal induzido pelo exercício e melhora a absorção de nutrientes.

A alimentação no pré-treino é muito importante, pois ela fará com que você renda mais no seu treino. Nunca treine em jejum. Esta refeição que lhe dará energia suficiente para você aguentar o treino até o final, evitando sinais de hipoglicemia e mal estar, além de evitar o catabolismo (perda de massa muscular). Sua refeição pré-treino deve conter fontes de carboidrato de baixo a médio índice glicêmico, proteína e gordura de boa qualidade.

Procure um nutricionista funcional para correção dos seus desequilíbrios funcionais e elaboração de um plano alimentar individualizado para potencializar seus resultados!!!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on pinterest
Share on email